Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Modal Hidroviário - Empresários gaúchos apresentam suas propostas a Tarso Genro

Os empresários gaúchos entregaram ontem (19) ao governador eleito, Tarso Genro, documento contendo suas propostas para o setor das hidrovias, cujo conteúdo é reproduzido na íntegra, conforme pode ser visto abaixo.

É o documento mais completo que surgiu nos últimos anos aqui no RS em termos de diagnóstico, formulação de diretrizes políticas, proposta de modelo de gestão, estabelecimento de metas e proposição de ações.

Nos próximos dias, o blog "Hidrovias Interiores - RS" apresentará matérias contendo avaliação crítica das propostas do setor privado para o setor das hidrovias interiores gaúchas.

AGENDA 2020

1. Situação Atual

1.1 Ausência de uma cultura multimodal, que estimule a concorrência e a complementaridade entre os diversos modais de transporte;
1.2 Inexistência de uma política hidroviária e diretrizes de longo prazo para as obras de infraestrutura necessárias;
1.3 Falta integração entre os órgãos de Transporte e outros órgãos da administração pública, como a Receita Federal e congêneres estaduais.

2. Indicadores

2.1 Participação dos Modais do RS no RS - 2008

Hidroviário 3,6 %
Ferroviário 8,8 %
Rodoviário 85,3 %

2.2 Custo de transporte dos modais

Ferroviário 1,61 %
Rodoviário 8,8 %
Hidroviário 0,62 %

Agenda da Infraestrutura

3. Propostas

3.1 Promover políticas públicas para o desenvolvimento sustentável através do uso múltiplo dos recursos hídricos disponíveis, preservando o meio-ambiente e conjugando o uso de inovações tecnológicas;
3.2 Utilizar as hidrovias como corredor estratégico promovendo o desenvolvimento das comunidades;

Delegação ao Estado para instalação dos empreendimentos;
Delegação à AGERGS para regular e fiscalizar;
Criação de Agência Executiva para implementação das políticas públicas;


- Avaliação operacional (identificar potencialidades até o ano de 2025);
- Envolvimento/comprometimento dos municípios hidroviários;
- Levantamento dos territórios marginais aos rios e avaliação dos impactos ambientais e socioeconômicos;
- Criação de um modelo de financiamento continuado (com linhas de crédito exclusivas para a região da Bacia Sudeste); Fomento para instalação de empreendimentos às margens das hidrovias.
- Criação de pólos industriais, de logística e de turismo;
- Criação de consórcios intermunicipais para atrair investimentos;
- A utilização de marcos técnicos;
- Adotar um novo modelo para serviços de dragagem que contemple a sua realização de forma sistemática;
- Implantação de sistema que permita o tráfego hidroviário em quaisquer circunstâncias climáticas nas 24 horas do dia;
- Diminuir/adequar as exigências em normatização às embarcações.

4. Investimentos

4.1 Ligação Lagoa Mirim – Lagoa dos Patos
Investimento: R$ 15 milhões
4.2 Modernização do Balizamento e Sinalização
Investimento: R$ 15 milhões
4.3 Readequação da Hidrovia no Rio Jacui
Investimento: R$ 4 milhões

Fonte: Cadernos_Agenda 2020

Nenhum comentário:

Postar um comentário