Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

domingo, 15 de maio de 2011

Carta Náutica 2140: Hidrovia Lagoa dos Patos - Rio Guaíba

A Hidrovia Lagoa dos Patos - Rio Guaíba inicia no extremo sul do estuário da Lagoa dos Patos, junto à cidade de Rio Grande, no ponto de embarque dos práticos da Lagoa dos Patos (32° 03,4'S/52° 03,2'W), localizado entre a Ilha do Terrapleno e o Cocuruto, e termina ao norte do Rio Guaíba, no Delta do Rio Jacuí, junto à Usina do Gasômetro, ponto de junção dos braços leste e oeste do Rio Jacuí, numa extensão total de 162 milhas náuticas (300 quilômetros).

Carta Náutica 2140 - Lagoa dos Patos e Rio Guaíba

A carta náutica 2140, acima, mostra que essa hidrovia apresenta três tramos característicos - o estuário do complexo lacustre, o corpo principal da Lagoa dos Patos e, ao norte, o Rio Guaíba. Na zona estuarina, área de forte sedimentação lacustre, existem quatro canais artificiais - Setia, Coroa do Meio, Nascimento e Feitoria. Depois, ao longo de 108 MN (200 quilômetros) do corpo principal da lagoa, a navegação é feita em fundo natural, com a ajuda de sinais náuticos luminosos (bóias, faroletes e faróis) demarcadores dos inúmeros bancos existentes nesse trecho. Por último, já no Rio Guaíba, surge outro grupo de canais artificiais - Itapuã, Campista, Junco, Belém, Leitão, Pedras Brancas e Cristal. Os canais do estuário da Lagoa dos Patos e do Rio Guaíba possuem 80 metros de largura e 6 metros de profundidade (calado de 5,20 metros/17 pés), lâmina d'água compatível com o perfil longitudinal da hidrovia, que proporciona uma profundidade natural média de 6,5 metros na linha de navegação(incluindo o corpo principal da Lagoa dos Patos).

2 comentários:

  1. Existe entre o Guaiba e o Rio Grande algum tipo de navegação de risco, como bancos de areia, locais de pouca profundidade, locais de reabastecimento, posso viajar a noite.

    ResponderExcluir
  2. Sim, existem áreas de risco, especialmente as dos bancos, extensões submersas das pontas mostradas na CN 2140. Mas é possível navegar à noite, dependendo do tipo de embarcação, calado e dos aparelhos de apoio a bordo. Também existem pontos para reabastecimento, todos na margem direita (Tapes, Arambaré, São Lourenço do Sul e Pelotas). Tudo depende do tipo de embarcação, mas sobretudo de planejamento.

    ResponderExcluir