Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Rio Grande - Porto agiliza cargas, mas ainda há atraso

Motoristas ainda esperam pelo desembarque, mas elogiam melhorias 
(Foto: Deyver Dias/Especial/CP) 

O Plano de Ação da Safra de Soja 2011, em vigor no porto de Rio Grande desde 1 de abril, reduziu as filas de caminhões na BR 392 e o tempo de espera de parte dos caminhoneiros pelo desembarque. Entre as medidas adotadas está o agendamento de cargas e a ampliação da área de estacionamento. "Houve aumento da safra e temos conseguido, com processos gerenciais, melhorar a chegada dos caminhões", diz o chefe adjunto do posto da PRF na BR 392, Fabiano Góia. Ele admite que, em alguns dias, ocorrem pequenas filas, mas logo o problema é resolvido.

Caminhoneiros confirmam que o tempo de espera reduziu, mas informam que ainda ficam aguardando em torno de 24 horas. Isso porque o atendimento para descarga tem atrasado um turno. O motorista Ênio Kauwiatusz, 50 anos, que levou de Frederico Westphalen para Rio Grande 36 toneladas de soja, contou ter chegado em Rio Grande às 6h da manhã, pois o desembarque da carga estava agendado para o período das 6h às 12h. Já era meio-dia e ele, assim como vários outros, ainda não tinha sido chamado. O terminal trabalhava os agendados para o turno da meia-noite às 6h.

Os caminhoneiros Maurício Silva, 33 anos, e Jean Rieder, 24 anos, ambos vindos de São Luiz Gonzaga, estavam na mesma situação. Apesar da espera, os três afirmam que a situação está bem melhor. "No máximo, chegamos em um dia e descarregamos no outro", observaram. Na avaliação do superintendente do Porto de Rio Grande, Dirceu Lopes, mesmo com pequenos problemas, há avanços consideráveis. "Está dentro do esperado e serve de protótipo para um plano mais acabado para a próxima safra."

Fonte: Correio do Povo, 10/05/2011. CP/Rural

Nenhum comentário:

Postar um comentário