Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Porto de Rio Grande - Assinado termo de recebimento do prolongamento dos Molhes da Barra

Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH) entregou à Superintendência do Porto do Rio Grande o Termo de recebimento definitivo da execução das obras e serviços de prolongamento dos Molhes da Barra.

O documento foi entregue pelo Diretor do INPH, Domenico 
Accetta, ao Superintendente do Porto, Dirceu Lopes.

A Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP) entregou, hoje (14/06) pela manhã, à Superintendência do Porto do Rio Grande (Suprg) o Termo de recebimento definitivo da execução das obras e serviços de prolongamento dos Molhes da Barra. O documento foi entregue pelo Diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH) da SEP, Domenico Accetta, que representou o Ministro dos Portos, Leônidas Cristino, ao Superintendente do Porto, Dirceu Lopes.

A obra, que contou com o investimento de R$ 520 milhões de recursos do Governo Federal, por meio da SEP, consistiu na extensão de 370 metros do Molhe Leste (do lado de São José do Norte), totalizando 4,6 quilômetros e 700 metros do Molhe Oeste (do lado de Rio Grande), agora com 3,8 quilômetros. O consórcio ficou a cargo das empresas CBPO Engenharia, Pedrasul Construtora, Carioca Chirstiani Nielsen Engenharia e Ivaí Engenharia de Obras.

Na assinatura do termo, estiveram presentes pela SEP, o analista de infraestrutura, José Ribamar Tavares Júnior, o analista de projeto, Endrigo Amancio da Silva, o fiscal João Alberto Vassão e o fiscal José Evânio de Figueiredo. Participaram também o gerente administrativo e financeiro do Consórcio, Alex Silva Marcatto, e o engenheiro civil, João Paulo Giusti Colussi; e os diretores da SUPRG, Luiz Laurino, Daniel Alvarenga e Cesar Wojciechowski.

Molhes do Porto de Rio Grande

Juntamente com o termo, foi entregue um Relatório de inspeção final e cadastro geral da obra chamado de “As built” da obra de ampliação dos Molhes. O diretor do INPH destacou a importância da obra para a cidade e o porto. “Estamos vendo com muita clareza o desenvolvimento do município. Nós entendemos que o Porto do Rio Grande é referência no Cone Sul. O porto quer profundidade e retroárea. Antecipamos uma obra hidráulica para dar tranquilidade aos investidores. Agora, a missão está cumprida e vamos acompanhar pelo lado da pesquisa, pois o Brasil precisa ter memória técnica, a obra não para aqui”, afirmou.

De acordo com o Superintendente, este momento é de grande perspectiva para o porto. “O governo federal cumpre um acordo que é dar condições de operacionalidade ao porto. Temos hoje um dos portos mais bem aparelhados do Brasil e estamos recebendo uma das obras mais importantes do mundo”, avaliou.

Segundo Lopes, cabe agora à Superintendência cuidar do espaço para que seja bem usado na navegação e pela sociedade. “O Porto do Rio Grande está em efervescência. Estamos buscando parcerias para cada vez mais obter melhorias. O porto gaúcho tem o canal com maior profundidade. Esta é uma vantagem competitiva muito grande. Outras obras virão e cabe a nós administrar bem o complexo portuário”, finalizou.

A construção dos Molhes teve início em 1908 e foi finalizada em 1915. A necessidade de aprofundar o canal da Barra do Rio Grande, que apresentava calado de 2,75 m, e deter os bancos de areia, resultou na construção de dois quebra-mares, utilizando-se blocos de granito. A obra de ampliação iniciou em 2001 e foi finalizada em 28 de fevereiro de 2011.

Lorena Barros Garibaldi
Assessoria de Comunicação Social
Superintendência do Porto do Rio Grande

Fonte: Superintendência do Porto de Rio Grande, SUPRG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário