Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Um ano após ter sido abalroado, estrutura do farolete 119 é retirada do Canal do Leitão, no Rio Guaíba

Avisos aos Navegantes, Folheto 14/2010 (2.ª Quinzena, Julho)- HG 7896/10 LAGOA DOS PATOS - CANAL DO LEITAO - CARTA 2109 - FAROLETE NR 119 – NRORD 4592 - 30-10.17S 051-16.82W - DESTRUIDO. Folheto publicado em 31/07/2010, para avisos-rádio locais em vigor há mais de seis semanas, e publicados pela primeira vez.

16/06/2004, Canal do Leitão, FTE-119

A foto acima mostra o farolete 119 antes de ser abalroado, em 2004, na entrada da curva do Canal do Leitão. Conforme o folheto AvN 14/2010, esse farolete foi derrubado em meados de junho de 2010, e essa situação começou a ser notificada desde então (ver foto abaixo). Em fevereiro deste ano, conforme matéria publicada no blog em 20/02/2011 (ver aqui), o mangrulho do farolete soçobrado causou um acidente sem vítimas fatais, mas causou ferimentos ao comandante, além de prejuízos materiais 

BL-119, ao lado do farolete soçobrado (DEZ/2010)

O navio-balizador Benjamim Constante, uma embarcação centenária da SPH, estava parado no cais desde a enchente do Arroio São Lourenço (março/2011); foi finalmente posto em ação e, na quinta-feira passada (16), retirou os destroços do farolete 119 do Canal do Leitão. O tempo de resposta (Time to Repair, TTR), desde o abalroamento em junho de 2010, foi exatamente de um ano, apesar desse sinal náutico estar distante apenas 18 quilômetros do porto (9,72 milhas náuticas, menos de uma hora de viagem).

Navio-Balizador Benjamim Constant, Cais Armazém C-4

O navio foi construído na Inglaterra, em 1907, mede 38,72 metros de comprimento, 7,50 metros de boca, 3,30 metros de pontal (calado máximo de 2,00 m), foi moldado em ferro e tinha propulsão a vapor (atualmente possui casco em aço e propulsão a óleo diesel). Originalmente, exercia função de draga, no entanto, em 1946, sofreu alterações que o transformaram em balizador.

Estrutura sucateada do FTE-119, após abalroamento

O NB Benjamin Constant foi reformado em 2010, tendo retornado à SPH no final do ano passado e, embora possua a vantagem de trabalhar com faroletes (que estão em desuso, sendo retirados), é uma embarcação excessivamente antiga, com mais de 100 anos; sua substituição por uma embarcação nova e moderna é inadiável; o investimento estimado para a aquisição de uma nova embarcação, conforme modelo sugerido na matéria BUSL-49', é de apenas R$ 1,5 milhão.

2 comentários:

  1. Tem um farolete igual a este que fazia a sinalização na boca do arroio São Lourenço caido desde a enchente! será que levaria um ano para ser retirado e quanto tempo sera que levaria para recolocar ele ou outro!?!? ACHO QUE 2 ANOS da pra tudo... tirar, arrumar e recolocar #SERA?!

    ResponderExcluir
  2. Com essa turma, vai levar mais de um ano, pode crer!

    ResponderExcluir