Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Casco da P-58 deve chegar a Rio Grande nos próximos dias

Navio MT Welsh Venture, que será convertido em casco da plataforma P-58

O navio MT Welsh Venture, que será convertido em casco da plataforma P-58, está vindo de Cingapura para Rio Grande. A chegada ao Município está prevista para o período entre os dias 16 e 20 deste mês, o que dependerá das condições climáticas. A P-58 será construída pela Queiroz Galvão em Rio Grande, em uma área ao lado do canteiro de obras da Quip S/A, na ponta Sul do Porto Novo.

De acordo com a Capitania dos Portos, a entrada da embarcação no porto, a princípio está prevista para o dia 20, se as condições climáticas contribuírem. A Capitania está aguardando o plano de reboque do navio no canal de acesso ao porto, que está sendo feito pela Praticagem da Barra.

Segundo o capitão dos portos, Sérgio Vasconcelos, a passagem da embarcação pelo canal de acesso ao porto rio-grandino é uma manobra especial, considerando tratar-se de um navio grande e que ele terá que passar por baixo da antiga linha aérea de transmissão de energia elétrica para São José do Norte, que ainda não foi removida. O Welsh Venture tem 330 metros de comprimento, 56 metros de largura e 56 metros de altura. Para o ingresso da embarcação no porto, o plano tem que estar aprovado pela Capitania. Em Cingapura, a embarcação recebeu obras de casco, que dependem de dique seco, mas sua conversão em casco da P-58 ocorrerá em Rio Grande.

O navio, já batizado como Petrobras 58, vem navegando com propulsão própria. Na área da Queiroz Galvão, no Porto Novo, além da realização da conversão, serão construídos dois módulos de geração, o módulo elétrico e feita a integração de todos os módulos no casco. Há outros módulos que serão feitos no Rio de Janeiro - em Niterói e Itaguai. A P-58 será uma plataforma do tipo FPSO (sigla em inglês para plataforma flutuante que produz, processa, armazena e escoa petróleo), que será instalada no norte do Parque das Baleias, no Espírito Santo.

Essa plataforma terá capacidade de produção de 180 mil barris de óleo/dia e de compressão de 6 milhões de metros cúbicos de gás/dia. O investimento nesta plataforma será superior a 1,3 bilhão de dólares. O canteiro para construção da P-58 na área da Queiroz Galvão está mobilizado para o recebimento do navio. A previsão é de que esta plataforma saia de Rio Grande, com destino a área em que será instalada, em junho de 2013.

Por Carmem Ziebell
carmem@jornalagora.com.br

Fonte: Jornal Agora, Plataforma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário