Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

sábado, 17 de setembro de 2011

Nova Ponte do Guaíba ganha Frente Parlamentar na Câmara*

Com o objetivo de acompanhar, discutir e propor a construção da segunda ponte que ligará Porto Alegre a Região Sul do Estado, a Frente Parlamentar Pró-Nova Ponte do Guaíba foi instalada na Câmara Municipal de Porto Alegre na tarde desta sexta-feira (16/9). Os trabalhos serão presididos pelo vereador Carlos Toeschini (PT) e terão o acompanhamento de mais 20 vereadores. A solenidade teve por local o Auditório Ana Terra.

Frente pela nova ponte foi instalada nesta sexta-feira
Foto: Fernanda Westerhofer/CMPA

Todeschini esclareceu que pretende realizar encontros periódicos com as comunidades do entorno da obra. “Quero travar debates permanentes através de audiências públicas com as comunidades afetadas fazendo com que sejam coparticipantes das definições”, disse o vereador ressaltando que atualmente a atual ponte realiza 600 içamentos por ano. “Necessitamos urgente de uma segunda alternativa para acabarmos com esse gargalo que afeta diretamente essa região do Estado”.

No encontro, o diretor da Concepa, Odenir Sanches, explanou proposta que será apresentada ao governo federal para construção da ponte. Ele disse que, caso seja aceito o projeto da concessionária, em três anos a ponte deverá estar pronta. “Com um custo aproximado de R$ 900 milhões, creio que em três anos entregaremos a ponte à comunidade gaúcha”, disse ele. Contudo, caso o governo federal encampe a proposta, o tempo para construção da ponte será de sete anos.

Sanches apresentou projeto para nova ponte sobre o Guaíba
Foto: Fernanda Westerhofer/CMPA

Participaram da instalação da Frente os deputados federais Paulo Pimenta (PT), Danrley de Deus (PTB), representantes da Famurs, ANTT, além de diversas autoridades ligadas ao tema.

Os vereadores Reginaldo Pujol (DEM), Luciano Marcantônio (PDT), Mauro Zacher (PDT), Dr. Raul Torelly (PMDB), Haroldo de Souza (PMDB), Idenir Cechim (PMDB), Sebastião Melo (PMDB), João Carlos Nedel (PP), Elias Vidal (PPS), Paulinho Rubem Berta (PPS), Toni Proença (PPS), Waldir Canal (PRB), Pedro Ruas (PSoL), Adeli Sell (PT), Maria Celeste (PT), Mauro Pinheiro (PT), Alceu Brasinha (PTB), Elói Guimarães (PTB), Nelcir Tessaro (PTB) e Nilo Santos (PTB), compõem a Frente Pró-Nova Ponte do Guaíba.

* Regina Andrade (reg. prof. 8423)

Fonte: Câmara Municipal de Porto Alegre, Transportes.

NOTA DO EDITOR

1 - O texto acima reproduz com fidelidade a matéria publicada no sítio da Câmara Municipal de Porto Alegre, escrita pela jornalista Regina Andrade/CMPA (Registro Profissional 8423), bem como as fotos utilizadas na matéria, da autoria de Fernanda Westerhofer/CMPA;

2 - A matéria também foi reproduzida no sitio da Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH), mas com uma adulteração grosseira, através de que foi enxertada a expressão "da SPH, Vanderlan Vasconselos" no penúltimo parágrafo, atribuindo o texto falsificado à jornalista Fernanda Andrade. As fotos originais da matéria foram substituídas por outras, de autoria desconhecida, que contemplam o beneficiário dessas "alterações";

3 - Não é a primeira vez que esse tipo de adulteração ocorre no sítio da SPH, com o objetivo promover, a qualquer custo, a pessoa de um dirigente para fins politico-eleitorais. Tempos atrás ocorreu a mesma coisa com matéria do próprio Palácio Piratini (!). Mas esse tipo de conduta marginal não é de servidores do quadro de carreira da SPH, que nunca se prestaram para tal (é coisa  de comissionados irresponsáveis);

4 - Essa conduta certamente não decorre de iniciativa própria, mas de ação orientada por autoridade superior e, nesse sentido, é necessário advertir que a propaganda oficial que extrapola os limites da publicidade institucional oficial (CF, art. 37, § 1.º) se consubstancia em veículo promocional do agente público, em manifesta afronta ao princípio da impessoalidade e causa lesão ao erário, configurando, assim, ato de improbidade administrativa, nos termos do artigos 10 e 11 da Lei n.º 8.429/92.

Veja na íntegra a matéria publicada no sítio da SPH no link Nova Ponte ...
A matéria "batizada" também foi publicada no blog VCVESTEIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário