Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Obras de revitalização do Cais Mauá devem estar finalizadas em quatro anos

Segundo o diretor-presidente da concessionária, parte dos armazéns estará pronto para a Copa

Obras de revitalização do Cais Mauá devem estar finalizadas em quatro anos Diego Vara/Agencia RBS
Obras de revitalização devem levar seis meses para começar
Foto: Diego Vara/Agencia RBS

O Cais Mauá será entregue nesta quarta-feira à iniciativa privada para que seja transformado em um complexo de lazer, gastronomia e negócios. As obras devem levar seis meses para começar e a intenção da concessionária responsável pela revitalização, a Porto Cais Mauá Brasil, é estar com 100% do projeto concluído em um prazo máximo de quatro anos.

— Pretendemos estar com a parte dos armazéns revitalizados para a Copa do Mundo — afirma Mário Freitas, diretor-presidente da Porto Cais Mauá, que também quer todo o projeto de urbanismo completo até o evento, em 2014.

Como os armazéns são tombados pelo patrimônio histórico, não é possível modificar as estruturas básicas dos prédios. A ideia da concessionária, segunda Freitas, é colocar uma parede de vidro para que a população possa observar o trabalho dos projetistas e abrir espaço para a discussão do processo.

— Queremos transformar o local em uma área mais aprazível para as pessoas — diz Freitas.

Entre as inovações, está uma cortina de água com iluminação, que será construída no muro do cais. Além disso, uma área de shopping e um hotel também estão previstos no projeto. Três torres serão construídas, a mais alta delas terá 30 metros.

A empresa investirá cerca de R$ 570 milhões. A zona do Gasômetro ganhará um shopping subterrâneo e, em cima dele, surgirá uma área verde emendada à Praça Brigadeiro Sampaio. Para tornar isso possível, a Avenida Presidente João Goulart será rebaixada em um trecho de 150 metros. À beira do Guaíba, passarelas de madeira avançarão em toda a extensão do cais, ampliando o espaço.

Fonte: Zero Hora, 23-11-2011. Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário