Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Lançada a proposta que prevê transporte hidroviário na Capital

A oportunidade de explorar o lago Guaíba como opção turística e nova alternativa de transporte público à zona Sul foi apresentada hoje, 15, pelo prefeito José Fortunati. Juntamente com o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, o prefeito assinou o edital de manifestação de interesse para apresentação de estudos de viabilidade e propostas de operação de Transporte Hidroviário de passageiros. 

Até o final de 2012 deve ser licitado o serviço de transporte hidroviário urbano
Foto: Cristine Rochol/PMPA

A intenção é buscar empresas parceiras que detenham conhecimento na área, visando subsídios para um futuro edital de concessão de transporte hidroviário municipal, para transporte diário ou turismo. A meta da prefeitura é que, até o final de 2012, seja realizada a licitação para Concessão do serviço de transporte hidroviário urbano.

De acordo com o prefeito, a novidade é que, havendo uma empresa interessada para operar no Guaíba, a prefeitura irá autorizar a sua utilização no período experimental de 365 dias. Para isso, a empresa deverá apresentar proposta opcional de operação, em caráter experimental, informando os locais com potencial para estações hidroviárias. A manifestação de interesse deve apresentar garantias de capacidade operacional de transporte hidroviário, com estudos de viabilidade jurídica, técnica, econômica e financeira.

Durante a solenidade, o prefeito lembrou o êxito da operação que ocorre desde outubro no lago, que voltou a ser navegado por barcos destinados a passageiros que transitam entre Porto Alegre e Guaíba. O prefeito destacou também que a iniciativa se incorpora à revitalização de 5,9 quilômetros da orla, a partir de contrato que será assinado amanhã, 16, às 9h30, com o grupo do arquiteto Jaime Lerner. “São inúmeras ações que visam à valorização do Guaíba, agregando valor ao turismo na cidade”, afirmou.

Em relação à mobilidade urbana, Cappellari ressaltou que a alternativa fluvial contribuirá para desafogar o transporte rodoviário do Centro à zona Sul. “Essa ação possibilitará retirarmos das nossas vias centenas de automóveis.”


O exemplo da operação Porto Alegre-Guaíba - O número de pessoas transportadas surpreendeu positivamente, acima das expectativas iniciais, com mais de 60 mil usuários no primeiro mês de operação. A receptividade da população de Porto Alegre ao modal oportuniza à cidade resgatar sua vocação original relacionada ao rio para transporte diário.

Potencial do modal - Com a gradativa inserção de complexos de comércio e lazer e sua consolidação, o modal hidroviário passa a ser uma alternativa real na área da mobilidade urbana. Moradias e empregos estão sendo planejados e implantados na orla, situação nova para o planejamento urbano da cidade.

Inserção dos novos complexos na orla: Cais Mauá, Complexo Arena, Porto de Porto Alegre,Complexo Beira Rio, Shopping Barra Sul, Praia de Ipanema, Tristeza, Belém Novo, Lami, etc.

Fonte: Prefeitura Municipal de Porto Alegre, Transporte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário