Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Prática comum de Roubo de Areia no Delta do Jacuí *

* Texto original

Apos eu ser ameaçado e ter minha liberdade cerceada, ouve um ponto positivo, que consegui inúmeros aliados, na defesa do Rio Jacuí, entre estes, esta um areeiro, ou freteiro de areia, que me deixou estupefato de como funciona este mercado podre em nosso estado, que e que o controle esta na mão de praticamente 3 grande empresas, o já condenado, o Cartel da areia, que fazem o que querem e quando querem, para iniciar, ele me informou que há um grande numero de roubos de areia que acontece diariamente no Delta do Jacui, área protegida mas não vigiada, que tem inúmeros olheiros que informam quando as Polícias Federais se movimentam, ou a Policia Ambiental, o mais incrível é que ha um militar da marinha, sargento ou tenente não soube precisar que informa das todas as operações que chega ao conhecimento da marinha, e por estas informações recebe 50 reais por barco, este areeiro do bem, vamos chamá-lo assim, diz que trabalha rigorosamente dentro da lei, viaja 140 km para buscar areia acima da barragem, de Amaropolis onde leva 10 hs para encher o barco, de areia de péssima qualidade, por não haver mais areia nas jazidas legais, e tem que concorrer com uma concorrência desleal, pois tem que pagar todos os tributos e percorrer 150 km para buscar areia enquanto estes sacanas fazem inúmeras viagens dento do delta roubando areia e usando nota da mineradora mais próxima, a Somar mineradora, que com relação a estes ilicitudes dentro do delta não possui responsabilidade, mas tem ciência de tal fato, pois acaba indiretamente sendo beneficiada pela compra de sua areia de péssima qualidade então estes barcos visam com a Somar apenas uma coisa, a nota fiscal, nestes barcos, corriqueiros no roubo, todos se beneficiam, menos a sociedade, é pago por tripulante de cada barco draga, R$ 500 reais em media por viagem roubada no Delta, este pessoal esta se destacando dos demais, em crescimento pessoal pois desfilam com carros novos esnobando os colegas que não praticam este crime, esta pratica de roubo de areia esta enraizado na mentalidade da maioria deste pessoal, pela falta do produto nas jazidas, a alta carga tributaria e as longas distancias para extrair areia, mineradora mentem quando falam que são controladas por GPS, pois quem os controla, são eles, eles pagam as empresa “rastreadoras”, ou seja é a raposa guardando o Galinheiro, e hoje, como há muita escassez de areia, é o que me foi relatado, fica muito difícil trabalhar honestamente, não há controle e muito menos punição, são bandidos, cabe ao Estado nos proteger deles, neste caso o maior afetado é o meio ambiente, prejudicando o toda uma futura geração que vira.

Estes são os barcos que roubam diariamente no delta do Jacuí, usando notas da Somar mineradora: Bagual, Picasso, Sulista, Piracema, Normandie, Pangaré, Petiço e Solange, confio na fonte pois fui ate o seu barco, falamos com o seu capitão, que me contou em detalhes como acontece.

Isto e uma denuncia sem provas, cabe ao Ministerio Publico Estadual e Federal, Policia Federal, Policia Ambiental e Policia Civil, apurar, e punir os responsáveis, pois moradores da ilha dos marinheiros já alertaram a Brigada militar sobre o grande movimento de areiras que há ultimamente a noite dentro do Delta do Jacuí, nos como a Patrulha Ambiental na Defesa do Rio Jacuí, estamos levantando as denuncias agora é com vocês!

Indicação dos locais:
Ilhas próximas ao canal Braskem sentido Porto Alegre Interior


Fonte: Patrulha Ambiental, SOS Rio Jacuí.

Um comentário:

  1. Caros Amigos,

    Após o relatado referente ao roubo de areia no rio jacui, escrevo este pequeno texto apenas, para esclarecer que o fato das Dragas possuírem GPS se tornou obrigatório com a aprovação da portaria 065/2007 da FEPAM, esta mesma portaria esclarece que tanto a FEPAM quanto Ministério Publico terão acesso ao sistema de monitoramento e terão o poder de cortar o funcionamento das Bombas de sucção quando as dragas estiverem minerando em área ilegal. A mesma portaria ainda descreve que os registros referente as dragas deverão ser armazenado por um período mínimo de 180 dias.

    No caso que ocorreu acima, a denuncia deve ser levada ao ministério publico e para a FEPAM, pois os mesmos tem ferramentas para provar que as referidas dragas estavam em área ilegal.

    Infelizmente os que seguem a risca o que a lei delimitam acabam pagado o "pato" pelos infratores. Espero que o fato de vocês apontarem o nome das dragas que roubam areia ajudem a acabar com este crime ambiental que cria um mercado desleal, e acaba prejudicando os que cumprem a lei e os que procuram criar um sistema de mineração com sustentabilidade.

    Segue o link da portaria 065/2007 para que vocês mesmos vejam o que a mesma delimita e questionem o porque disto nao ser cumprido : http://www.fepam.rs.gov.br/Documentos_e_PDFs/DocPublicados/Portaria%20nº%20065-2007.pdf


    Atenciosamente

    Um areeiro.

    ResponderExcluir