Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Finalizada a dragagem de manutenção do Porto do Rio Grande

Após quatro meses, a dragagem de manutenção dos 16m de profundidade do trecho interno do canal de acesso ao Porto do Rio Grande foi finalizada. A dragagem teve como objetivo manter o porto gaúcho como um “Porto de águas profundas”.

Finalizada a dragagem de manutenção do Porto do Rio Grande

Nesta terça-feira (3), a draga Gerardus Mercator deixou o Porto do Rio Grande rumo a Itaguaí, no Rio de Janeiro. Após quatro meses, a dragagem de manutenção dos 16m de profundidade do trecho interno do canal de acesso ao Porto do Rio Grande foi finalizada. As operações de dragagem foram encerradas na sexta-feira (30) e os levantamentos que deram como executada a dragagem foram concluídos nesta segunda-feira (2).

A dragagem de manutenção iniciou no dia 3 de dezembro de 2011 com a draga Sanderus, que tem capacidade para 5.000 m³ de cisterna. No dia 20 de fevereiro de 2012, a draga Gerardus Mercator, com capacidade de cisterna de 17.000 m³, chegou a Rio Grande para dar continuidade à dragagem. No dia 24 de fevereiro, a draga Sanderus concluiu a sua operação e seguiu para a Argentina.

A dragagem teve como objetivo manter o Porto do Rio Grande como um “Porto de águas profundas” e garantir a segurança da navegação. Para realizar a dragagem no trecho do canal interno (entre os Molhes da Barra e o píer petroleiro), o investimento foi de R$ 43 milhões.

A dragagem de manutenção é uma parceria do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Superintendência do Porto do Rio Grande, e a Secretaria de Portos da Presidência da República. “Para que tenhamos um porto em condições de competitividade, manter o canal de acesso em perfeitas condições de profundidade e navegabilidade é uma das nossas responsabilidades. O recurso alocado nesta dragagem de manutenção é um investimento com retorno garantido”, avaliou o Superintendente do porto, Dirceu Lopes.

Processo de dragagem

A draga possui tubos laterais nas bordas que fazem o recalque do sedimento e bombeiam o material para dentro da draga. Após completado o volume da capacidade da draga, é feito o transporte até uma área chamada de descarte, previamente definida pelo órgão ambiental. Ao longo do processo, é realizado o monitoramento desta área para o acompanhamento das profundidades e para garantir a segurança ambiental durante o descarte do material.

Lorena Barros Garibaldi
Assessoria de Comunicação Social da SUPRG

Fonte: Superintendência do Porto de Rio Grande, SUPRG.

DADOS TÉCNICOS DA DRAGA GERARDUS MERCATOR


IMO number:  9119335
Callsign:  LXGM
Vessel type:  TSHD
Flag:  LU
Built in:  1997
Shipyard:  IHC Dredgers
Length (OA):  152.9 m

Length (BP):  142.3 m
Width:  29 m
Depth:  13.1 m
Draft (loaded):  11.51 m
Engine specs:  MAN - - Str - cyl - - rpm
Speed (loaded):  15.2 knts
Total power:  21995 kW
Hopper volume:  18047 m³
Dredging depth:  55 m
Dredging depth (extended):  112 m
Suction pipe diameter:  1.2 m
Number of dredging pipes:  2

Nenhum comentário:

Postar um comentário