Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

O elevador de embarcações de Strépy-Thieu, na Bélgica

* Por Sílvio dos Santos

O elevador de embarcações localizado no Canal do Centro em Le Roeulx, Hainaut, na Bélgica, é um equipamento importante para o transporte fluvial europeu, pois possibilita a ligação da fronteira franco-belga para ao Rio Meuse em direção à Liege, na rota hidroviária para Frankfurt e Berlin.

A grande obra foi iniciada em 1982 e finalizada em 2002, consumiu o equivalente a 160 milhões de euros, é constituída de 2 elevadores independentes que vencem um desnível de 73,15 m, em lugar de um conjunto de 2 eclusas e 4 elevadores construídos a partir de 1888. O tempo para transitar nesse sistema antigo era aproximadamente de 2 horas.

Elevador de Strépy-Thieu – vista externa

O gabarito dos tanques com largura de 12 m, comprimento de 112 m e profundidade máxima de 4,5 m permite o tráfego de embarcações de 1.350 toneladas, substituiu com vantagens o acanhado gabarito Frecinet para embarcações de até 400 toneladas.

Os dois elevadores são equipados com quatro motores elétricos cada um, os quais tracionam 112 cabos de aço, completam a subida ou descida em 10 minutos, incluindo o tempo de abertura das comportas. Esse ganho de capacidade permitiu que o fluxo de carga entre o Rio Meuse, o Rio Escaut, acesso ao Porto de Gent e o Canal de Charleroy à Bruxelas, acesso ao Porto de Antuérpia, aumentasse para 2.300.000 toneladas, 8 vezes o volume transportado antes da inauguração do Elevador de Strépy-Thieu.

Elevador de Strépy-Thieu – vista interna

Como incentivo ao transporte fluvial, as embarcações de carga estão isentas do pagamento para a travessia do elevador, o qual é cobrado apenas das embarcações de turismo e das pessoas que queiram apenas visitar o elevador, valores variando de 3,50 a 5,00 euros por pessoa, dependendo da faixa etária e tipo de visita embarcado ou não.

O Elevador de Strépy-Thieu é o maior do mundo até a inauguração do elevador da Barragem das Três Gargantas, hidrelétrica no rio Yangtze, China, o qual vencerá um desnível de 179 metros em dois lances.


* Sílvio dos Santos foi gerente de Transportes Hidroviários e Marítimos da Secretaria de Infraestrutura de Santa Catarina e conselheiro dos CAPs dos portos de Imbituba, Itajaí e São Francisco do Sul. É mestre em engenharia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Iniciou sua vida profissional como engenheiro da Cia. do Metropolitano de SP e trabalhou também na Ferrovias Paulistas S.A. (Fepasa), Ferrovia Norte Brasil (Ferronorte) e no Escritório Técnico Figueiredo Ferraz. Seus cursos de especialização em navegação fluvial, portos e ferrovias foram realizados na França com bolsa da ACTIM. Professor de Planejamento de Transportes na Poli-USP, no IME e na Universidade Católica de Santos, onde também lecionou a disciplinas Portos e Navegação Fluvial. Na UFSC foi professor de Ferrovias e Portos, Rios e Canais, durante o estágio de docência. Na Única, em Florianópolis, lecionou a disciplina Transportes e Seguros do Curso de Administração em Comércio Exterior. Atualmente, é engenheiro do Laboratório de Transportes e Logística no convênio da Secretaria de Portos (SEP) com a UFSC. Tem dois livros publicados pelo Cengage Learning: Qualidade e Produtividades nos Transportes - 2008 - co-autor e Transporte Ferroviários - história e técnica - 2011.

Fonte: Portogente, Transporte Modal.

Um comentário:

  1. Oi Hermes, muito bom o Seu Blog!! Parabéns...
    Eu vi que vc tem um lista de blogs e site preferidos, você poderia, obviamente depois de checar, colocar o meu blog nessa lista?
    Muito Obrigado - Meu blog: ventoesom.blogspot.com
    Meu e-mail: narcisorn@yahoo.com.br

    ResponderExcluir