Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Banhado do Taim continua com nível de água baixo

As condições do banhado do Taim ainda preocupam a administração da Estação Ecológica (Esec/Taim). As chuvas ocorridas recentemente proporcionaram reposição de água no banhado, mas abaixo do necessário, segundo o chefe da unidade de conservação, oceanólogo Henrique Horn Ilha, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). "São dois anos com seca. Mas estamos esperançosos diante das notícias de meteorologistas de que haverá importantes ocorrências de chuva ainda neste inverno e até a entrada do verão", salientou.

Atualmente, o banhado está com o nível de água bem abaixo do ideal para esta época do ano. Ilha observou que no verão passado, já estava baixo e a preocupação é, principalmente, com as condições em que ele estará quando começarem os meses de calor. A preocupação se deve a dois fatores. Um deles é a necessidade de o banhado ter um nível mínimo de água para as espécies da flora e da fauna características deste ambiente não serem afetadas e nele se manterem. O outro, é o risco de incêndio, que aumenta.

Chuvas ocorridas recentemente proporcionaram reposição de 
água no banhado, mas abaixo do necessário. (Foto: Fabio Dutra)

A administração da Esec/Taim inclusive continua conversando com os arrozeiros da região da unidade, buscando uma programação para as próximas safras de arroz no que se refere ao uso das águas da Lagoa Mangueira. Todo o uso da Lagoa Mangueira tem reflexos no banhado do Taim e as lavouras de arroz do entorno da estação a utilizam. A proposta é que os arrozeiros formem uma associação e se organizem para um compartilhamento da água mais equilibrado, contemplando a produção e a conservação do banhado. Essa estratégia, segundo Ilha, dará segurança aos produtores e garantia de manutenção dos principais processos ecológicos regulados pela disponibilidade de água.

"Outra iniciativa em curso, visa criar uma espécie de 'selo verde' do Taim, uma denominação de origem dos produtos da região do Taim, valorizando os produtores que buscam as práticas sustentáveis e produzem com respeito ao meio ambiente na região. A Embrapa está iniciando os contatos para viabilizar essa proposta, que tem o apoio do ICMBio", relatou o oceanólogo.

Por Carmem Ziebell
carmem@jornalagora.com.br

Fonte: Jornal Agora, Meio Ambiente.

NOTA DO EDITOR

A Estação Ecológica do Taim (ESEC Taim) é uma das mais principais estações ecológicas do Rio Grande do Sul e um dos principais ecossistemas do Brasil. Está localizada no sul do estado gaúcho, compreendendo parte dos municípios de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar (repartindo, mais ou menos, 30% e 70% de seu território para cada município, respectivamente). Possui uma área de 33.815 hectares, situando-se numa estreita faixa de terra entre o Oceano Atlântico e a Lagoa Mirim. É administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).


O acesso à Estação Ecológica do Taim se faz pela da BR-471, rodovia que atravessa longitudinalmente a área da estação.

A planície costeira do Rio Grande do Sul apresenta áreas de grande expressão no contexto ambiental do extremo sul do Brasil, originadas pelos avanços e recuos do mar. Os banhados do Taim apresentam diversificados ecossistemas e estão representados por praias lagunares e marinhas, lagoas, pântanos, campos, cordões e campos de dunas.

Fonte: Wikipédia, ESEC/TAIM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário