Documentação Técnica

Documentação Técnica
* Engenharia de Dragagem, Sinalização Náutica, Batimetria, Projetos de Canais Navegáveis, Meio Ambiente, Cartas Náuticas, Software de Navegação, Topografia Básica e outros assuntos técnicos.

* Os leitores poderão ter acesso e fazer download do material na parte inferior desta página.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Estudos para nova bacia do Porto de Itajaí são divulgados no Norte de SC

Aumento da bacia permitirá operações com navios com até 336 metros. Investimento previsto para nova bacia gira em torno de R$ 100 milhões.

Porto de Itajaí (Foto: Ronaldo Silva/Superintendência Porto de Itajaí/Divulgação)
Porto de Itajaí (Foto: Ronaldo Silva/Superintendência do Porto de Itajaí)

A Autoridade Portuária de Itajaí apresentou nesta terça-feira (11) estudos de viabilidade técnica para a construção da nova bacia de evolução do Complexo Portuário do Itajaí. O objetivo é garantir a competitividade do Porto de Itajaí e dos demais terminais com a construção de uma bacia de manobras com o diâmetro de 450 metros, e que possibilitará operações com navios maiores. O investimento previsto gira em torno de R$ 100 milhões.

Atualmente, o local conta com uma bacia de evolução de 400 metros de largura, que possibilita manobras de cargueiros com até 294 metros. A nova bacia de evolução permitirá navios com até 336 metros de comprimento e 48,2 metros de boca. "Essa obra é fundamental para que o Complexo Portuário continue no mercado, uma vez que a navegação vem operando com navios cada vez maiores" explica o superintendente do Porto de Itajaí, Antonio Ayres dos Santos Júnior.

Projeto é para aumentar  bacia de evolução do Porto de Itajaí (Foto: Divulgação/Porto de Itajaí)
Projeto é para aumentar bacia de evolução do Porto de Itajaí 
(Foto: Divulgação/Porto de Itajaí)

Segundo Ayres, os estudos para a implementação da nova bacia tiveram início em setembro de 2010, com a revisão do Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do Porto de Itajaí. "O objetivo é que a obra seja licitada e esteja com licenciamento ambiental expedido em 2013 e esteja concluída até maio de 2014" acrescenta.

O projeto teve quatro possibilidades de local de implantação, porém, duas foram descartadas após os estudos de modelagem matemática e simulações por computador realizados pela empresa holandesa Arcadis. Segundo o engenheiro representante da Arcadis, Msc Luitze Perk, a quarta possibilidade, que seria a melhor opção, é localizada entre a foz do rio e o Porto Público e terminais APMT e Portonave.

"O próximo passo agora é fazermos as constatações in loco, para que possamos concluir a fase de estudos e darmos início ao projeto executivo", diz o especialista. O local apontado pela Arcadis oferece maior segurança às manobras e deve apresentar um custo de implementação significativamente menor, uma vez que reduz as áreas a serem desapropriadas.

Fonte: G1, g1.globo.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário